sábado, 5 de outubro de 2013

O fim. E o começo...E o fim, certamente.

O empresário Abílio Diniz foi capa da edição 1049 - ano 47 - n. 17 - 18/09/2013 da Revista EXAME.
Em entrevista à revista e em resposta a uma pergunta sobre o que mais o teria ajudado em sua nova fase de vida, em que sai da empresa varejista de sua vida para a presidência de uma indústria, afirmou:
"Tenho de acreditar que sou eterno. E, claro, cuidar de mim para o caso de não ser."
Este senhor sempre marca suas aparições com elegância, empáfia, ares de dono da situação e nenhuma humildade. Mas, crer em sua eternidade vai além do que se poderia esperar.
A afirmação foi tão forte que a revista a colocou na abertura do texto, à página 19.
Talvez lhe valha a conclusão de Salomão, alguém muito mais poderoso e rico a seu tempo que Abílio Diniz, em Eclesiates 1 na versão NVI:


2 É ilusão, é ilusão, diz o Sábio. Tudo é ilusão.  
3 A gente gasta a vida trabalhando, se esforçando e afinal que vantagem leva em tudo isso?  
4 Pessoas nascem, pessoas morrem, mas o mundo continua sempre o mesmo.  
5 O sol continua a nascer, e a se pôr, e volta ao seu lugar para começar tudo outra vez.  
6 O vento sopra para o sul, depois para o norte, dá voltas e mais voltas e acaba no mesmo lugar.  
7 Todos os rios correm para o mar, porém o mar não fica cheio. A água volta para onde nascem os rios, e tudo começa outra vez. 
8 Todas as coisas levam a gente ao cansaço — um cansaço tão grande, que nem dá para contar. Os nossos olhos não se cansam de ver, nem os nossos ouvidos, de ouvir.  
9 O que aconteceu antes vai acontecer outra vez. O que foi feito antes será feito novamente. Não há nada de novo neste mundo.  
10 Será que existe alguma coisa de que a gente possa dizer: “Veja! Isto nunca aconteceu no mundo”? Não! Tudo já aconteceu antes, bem antes de nós nascermos.  
11 Ninguém lembra do que aconteceu no passado; quem vier depois das coisas que vão acontecer no futuro também não vai lembrar delas.
A experiência do Sábio
12 Eu, o Sábio, fui rei de Israel, em Jerusalém. 
13 E resolvi examinar e estudar tudo o que se faz neste mundo. Que serviço cansativo é este que Deus nos deu!
14 Eu tenho visto tudo o que se faz neste mundo e digo: tudo é ilusão. É tudo como correr atrás do vento.  
15 Ninguém pode endireitar o que é torto, nem fazer contas quando faltam os números.  
16 E pensei assim: “Eu me tornei um grande homem, muito mais sábio do que todos os que governaram Jerusalém antes de mim. Eu realmente sei o que é a sabedoria e o que é o conhecimento.”  
17 Assim, procurei descobrir o que é o conhecimento e a sabedoria, o que é a tolice e a falta de juízo. Mas descobri que isso é o mesmo que correr atrás do vento. 
18 Quanto mais sábia é uma pessoa, mais aborrecimentos ela tem; e, quanto mais sabe, mais sofre.
Postar um comentário