quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Opera Mundi - Israel culpa Irã por explosão com granadas na Tailândia

Opera Mundi - Israel culpa Irã por explosão com granadas na Tailândia

"Quando ouvirem falar de guerras e rumores de guerras, não tenham medo. É necessário que tais coisas aconteçam, mas ainda não é o fim." Marcos 13:7 (NVI)


A cada dia surgem novos notícias que aproximam Israel e Irã de uma guerra sob os olhares americanos. Outro dia foram dois atentados a carros diplomáticos de Israel na Índia e Georgia, rapidamente interpretados como iranianos. Agora, na Tailândia, um mal sucedido ataque também está sendo contabilizado como origem iraniana.


A respeito do "olhar" americano sobre este possível conflito, atentem para comentário do jornalista Mark Weisbrot publicado na FSP desta quarta-feira, dando conta que o presidente americano, em conversa com o primeiro-ministro israelense, o fez entender que a guerra deve ser deixada para depois das eleições nos EUA. 


O artigo começa assim:


"Na semana passada, o "New York Times" divulgou um telefonema interessante ocorrido em janeiro entre o presidente Obama e o primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu. De acordo com o jornal, Obama tentou convencer Netanyahu, com algum grau de êxito, de que este não é o momento certo para uma ação militar contra o Irã."


Depois de várias considerações sobre a lavagem cerebral empreendida pela grande impressa americana em favor desta guerra, termina assim seu comentário:


"A má notícia é que a administração Obama, com a ajuda da grande imprensa, ainda está preparando o terreno para uma possível guerra com o Irã no futuro, assim como o presidente Bill Clinton preparou o terreno para seu sucessor invadir o Iraque. E essa é uma guerra que o mundo precisa impedir." 


Link para o artigo intitulado "Israel vai atacar o Irã?"
Postar um comentário