sexta-feira, 6 de maio de 2011

Mensagem da Al Qaeda que admite morte de Bin Laden sinaliza que rede continua viva; veja análise dos principais pontos - UOL Notícias

Olá, assim começa o texto divulgado pela Al Qaeda:
"O xeque, o mujahid e o comandante, o lutador migrante piedoso, Abu Abdullah Osama bin Muhammad bin Laden, que Deus tenha misericórdia, foi morto"
Mais adiante:
"Neste contexto, nós da organização jihadista Al Qaeda prometemos a Deus Todo Poderoso e Lhe pedimos ajuda, força e disposição para continuar no caminho da Jihad"
E ainda mais:
""O xeque não deixou o mundo antes de compartilhar a alegria com sua nação islâmica com relação às revoluções, quando a nação se levanta diante da injustiça e dos tiranos. O xeque, que Deus tenha piedade, gravou uma mensagem em áudio uma semana antes de seu assassinato e ela será divulgada logo, se Deus permitir. Nessa mensagem estão congratulações, conselhos e orientações"
 

Nossa reflexão: que Deus é esse que apoiaria ações terroristas, que admitiria o juízo pelas próprias mãos, que não só apoiaria como ajudaria, daria força e disposição para homens bomba se explodirem e levarem junto inocentes de todas as idades.
Não é o Deus, refletido na vida de Jesus aqui na Terra e a quem aguardamos para muito em breve, muito menos o Deus Alá dos nossos irmãos muçulmanos. Jesus, entre tantos ensinamentos, nos deixou um dos mais difíceis:



Mateus 5: 44 a 48: "Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos. Porque, se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os gentios também o mesmo? Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste."

Deus nos dê a graça de obedecermos este mandamento e nos proteja do que virá.

Abs.






Postar um comentário